Diário - Febre do Gamânio (3ª sessão)

Os personagens chegam à cidade de Ideo (na nave de Taylor), uma cidade pequena em comparação com Megalópole, mas ainda assim grande, porém de aparência depressiva. A cidade estava aparentemente vazia, apenas com casulos gosmentos (do tamanho de uma pessoa) nas paredes.

Os personagens encontram o prédio onde estaria localizado o gamânio do Midnight Council. Tentam invadir o sistema de monitoramento, e novamente só veem casulos e mais casulos. Começam a estranhar o fato, e tentam capturar registros em vídeo da rede do prédio. Descobrem, então, que um enxame de insetos saiu de um dos laboratórios e atacou todos no prédio, e provavelmente todos na cidade em seguida.

Lynch resolve sair da nave, anda alguns metros, e se assusta com a tampa de um bueiro que voou de onde estava. Os outros também começam a sair da nave, com certa preocupação. Nesse momento, sai, do bueiro, de várias janelas e de portas, um enxame realmente grande de insetos. Sirian percebe que todos eles são comandados por uma única consciência, tenta contatá-la, mas percebe que ela é tão racional quanto um macaco comum. Lynch e Sirian começam a criar um plano para se livrar dele: Lynch tenta abrir um dos casulo, e Sirian usaria o corpo como distração, com sua telecinese.

Enquanto o combate desenrola, Lynch vê que abrir o casulo é mais difícil do que ele imaginava, então desiste e adentra no prédio enquanto os outros lutam. Taylor assume uma forma flamejante/congelante e Metalbolt, sua forma veloz.

Com um trabalho em equipe, Sirian quebra os encanamentos do prédio, Metalbolt usa super-velocidade para conduzir a água ao redor do enxame, e Taylor congela a água (usando como recurso o "Criar Objetos", achei uma ideia interessantíssima), enquanto Aang dá suporte com cura. O monstro tenta quebrar a cúpula de gelo que agora o envolve, sem tanto sucesso, enquanto Taylor aumenta o número de camadas da mesma.

Sirian e Metalbolt, em conjunto, arremessam o monstro o mais longe possível, aparentemente atingindo a extratosfera.

Lynch encontra alguém ainda vivo dentro do prédio, um cientista chamado "Doutor Samson". Lynch o força a explicar o que aconteceu, intimidando-o com sua arma, Samson não parece saber tantas informações. Lynch então pede para que Samson o leve até a sala de seu chefe.

O nome na porta do escritório é "Dr. Kelvin"; enquanto Lynch observa a sala, Samson tenta bater nele com um vaso. Lynch desvia facilmente e nocauteia Samson com uma coronhada, e depois o amarra.

Enquanto isso, Taylor e os outros entram no prédio pelo subsolo, até chegar às fundações do prédio, onde encontram quantidades realmente grandes de Gamânio, e avisam Lynch.

Lynch, porém, está fazendo uma busca na sala do Dr. Kelvin, então encontra um botão embaixo da escrivaninha (que supõe ser algum tipo de alarme), descobre que os livros na estante são falsos, e encontra um deles com um botão, que abre um laboratório, e um cofre atrás de um quadro.

Lynch avisa os outros, que acham prudente, por enquanto, ver isso. Dentro do laboratório do Dr. Kelvin, há gavetas de arquivos de vários experimentos (o que inclui o experimento 27, que originou o "enxame"). Aparentemente, o experimento 27 era um protótipo de um organismo múltiplo com consciência coletiva, que mais tarde seria usado com humanos para criação de exércitos.

Metalbolt usa super-velocidade para testar todas as combinações possíveis do cofre, até descobrir que é "273". Abrindo o cofre, encontra uma porção de notas frias, com vendas de itens ordinários, mas com preços exorbitantes.

Sirian contata telepaticamente o Ministro da Fazenda e faz uma denúncia informal contra o Midnight Council acerca das notas frias.

O grupo, então, parte para o subsolo do prédio para tentar dar um jeito no gamânio encontrado.



Comentários:
Essa sessão foi um tanto curta, mas me ensinou uma série de lições como Mestre. O monstro tinha poderes de Duplicação e desmembramento (para representar a ideia de um enxame, e não de uma única criatura opaca) que não foram usados, mesmo podendo.

Por causa do descritor de gelo da transformação de Taylor, achei prudente imaginar que a Armadilha dele conseguisse prender o enxame através de congelamento, e que o gelo que ele produziu conseguiria contê-lo. Infelizmente, isso tornou o combate fácil demais (mesmo o monstro sendo bastante resistente).

Felizmente, ele não era o único projeto 27 disponível no cenário.

Preciso aprender a usar direito a "Intervenção do Mestre" para os combates serem mais desafiadores, mas não o suficiente para serem frustrantes.

Por outro lado, os jogadores estão improvisando cada vez melhor, e adotando medidas cada vez mais inteligentes. Lynch, por exemplo, não é um personagem muito combativo (para quem tem o Instant Super-Heroes, ele é um "Fixer", na seção do "Agent"), então ele aproveitou para fazer outras coisas mais do seu nicho enquanto o combate ocorria. Senti como se fosse a Liga da Justiça lutando, e o Batman se infiltrando.

Enquanto isso, os outros jogadores souberam muito bem se aproveitar de seus poderes, do Esforço Extra, e dos Pontos Heróicos para derrotar o monstro. Vendo que ele era um enxame, souberam supor logo que ele não poderia ser atingido por ataques normais, logo criaram toda essa estratégia, que funcionou muito bem.

Também reparei que é meio difícil danificar objetos na 2E. Em M&M 3E, objetos são considerados indefesos, e o jogador pode "escolher 10" para acertá-los, ou podem rolar o ataque. Se escolherem rolar o ataque, o dano é automaticamente considerado crítico, no caso de um acerto. Vou ver com meus jogadores se essa regra é justa.

Comentários

  1. Bom reporte, deu pra entender melhor algumas das ações do Lynch.

    Mas por favor, Minha personagem se chama Uyaruj (quando está na forma alienígena) e Gwyneth Sirian na forma humana (chame-a pelo primeiro nome ou de Srta. Sirian)XD

    ResponderExcluir
  2. Se você reparar bem, eu sempre chamo pelo último nome. XD

    ResponderExcluir
  3. Nessa sessão eu fui muito previsível. Não gostei nada disso!
    Sei que a idéia de mandar o experimento 27 para o espaço foi inicialmente minha, mas não ter feito por mim mesmo me deixou decepcionado...
    Mas tudo bem, pois serviu para eu entender melhor as regras do M&M e o uso dos pontos heróicos. Na próxima vou agir melhor! =P

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Comentem à vontade. Não me responsabilizo por comentários potencialmente ofensivos (mas apagarei se por acaso ver um).

Postagens mais visitadas deste blog

Sinto muito, mas GURPS não é bom

Em defesa do New School

Conflitos não-combativos