Resenha: Hero Lab



Comprei, há algum tempo (menos de um mês), um software de gerenciamento de sistema de RPG chamado Hero Lab, produzido pela Lone Wolf Development, que produz outros softwares para o mesmo nicho dos RPGistas, como jogos de miniaturas (Army Builder), jogos de cartas (Card Vault), gerenciamento de torneios (Tournament Ace), e futuramente um gerenciador de campanhas de RPG (Realm Works). Cada um desses softwares possui um demo, com todas as funcionalidades do completo, mas com uma restrição no número de atualizações, e sem a possibilidade de salvar ou imprimir os arquivos editados neles.

Essa resenha se limita ao Hero Lab. Primeiro, porque é o único que tenho acesso. Segundo, porque é a única ferramenta de RPG já lançada da Lone Wolf. Terceiro, esse programa tem ferramentas tanto para M&M 2E quanto 3E.

Primeiro, o preço: 30 dólares por duas licenças de um único sistema (D&D 4E, World of Darkness, M&M 2E, M&M 3E, Savage Worlds, Call of Cthulhu, entre outros). Uma licença é vitalícia, mas só pode ser usada através de um único computador. Você pode trocar o computador a cada, no mínimo, 120 dias, no entanto. Achei meio caro, a princípio, até eu começar a usar.

Comprei apenas a licença para M&M 3E (cada sistema adicional custa 20 dólares, e como, na minha mesa, M&M 2E está quase abandonado, então não achei necessário comprá-la). Então, depois de um tempo usando, vi que a compra valeu a pena.

Chamo o Hero Lab de "software de gerenciamento de sistema", em vez de "software de criação de fichas" porque ele tem muito mais funcionalidades que isso, como vocês podem ver a seguir.

O básico do software é ótimo: você pode editar fichas rapidamente, ele tem na base de dados todos os efeitos e poderes do livro básico, além das vantagens e perícias. Os poderes podem receber extras e falhas, você pode adicionar poderes linkados, Arrays e poderes com mais de um efeito. Em outras palavras, a personalização da ficha é tão livre quanto fazer tudo à mão, porém com mais precisão nos cálculos.

Além desse básico, o sistema diferencia criação de fichas de PJs e NPCs. Você pode definir o NP do PJ, quantos pontos por nível ele ganha, e pode definir uma porção de House Rules (por exemplo: deixar o custo de perícias como 3 pontos de perícia por ponto de personagem). O software alerta sempre que alguma característica for superar o NP, no caso de um PJ. Se não alertar, ele trata de deixar a característica ilegal dentro dos limites legais.

Quando cria um NPC, não é necessário definir NP ou pontuação. Como nas regras oficiais, você pode criar o NPC da forma que quiser, com quantos pontos que quiser. Quanto ao NP, o software se encarrega de calculá-lo automaticamente baseado nas características do personagem.

Um problema que notei logo que comecei a usar o programa foi que ele usa medidas imperiais (pounds, miles, etc.) em vez das métricas (metros, quilos, etc.). Mas criei um tópico na sessão correspondente do Atomic Think Tank, e me passaram um arquivo com as tabelas métricas.

Foi aí que descobri outra funcionalidade legal do Hero Lab: até mesmo House Rules são editáveis. Editei o arquivo que me passaram (se bem me lembro, a tabela ía até o rank 17, editei para ir até o rank 30), dei mais uma olhada e deixei quieto. Afinal, eu não uso tantas house rules no meu jogo.

Não é essa a única funcionalidade interessante do Hero Lab. Você pode ter vários personagens guardados num só arquivo (por isso, os arquivos são "portfolios", e não "characters"). Consequentemente, capangas, sidekicks e até veículos e quartéis-generais são tratados com fichas independentes, no mesmo arquivo.

O programa também conta com um rolador de dados, um gerenciador de iniciativas, um gerenciador de danos, de condições e de pontos heróicos. No gerenciador de danos e pontos heróicos, ele ainda mostra tudo o que é possível fazer usando Esforço Extra e Pontos Heróicos.

Além disso, o Hero Lab atualmente conta com uma ferramenta experimental para você fazer seu próprio editor de fichas do seu sistema preferido! Por exemplo, se você joga Daemon e quer um gerador de fichas para esse sistema, pode comprar o Authoring Kit e editar um sistema completamente novo!

Os dois maiores problemas que vi no Hero Lab:

Primeiro, o rolador de dados. Talvez devido ao fato de a terceira edição ser muito nova, o rolador de dados ainda não conta com uma ferramenta para contar graus de sucesso ou de falha. Tudo o que ele faz é rolar dados com um determinado modificador.

Segundo, o gerenciador de iniciativas. Apesar de ele ser muito bom, ele te "obriga" a colocar todos os personagens do porfólio no combate. Claro, você sempre pode fazer portfólios temporários para importar apenas os heróis que participarem daquele combate em específico. Mas seria muito mais simples se você pudesse selecionar quais heróis entram no combate.

À parte disso, foi uma compra que realmente valeu a pena, e meu grupo está cogitando a possibilidade de comprar licenças adicionais (cada licença extra, atrelada à primeira conta, custa apenas 10 dólares). O Hero Lab tem quase todas as funcionalidades que eu sempre pedi num software de RPG, a comunidade dele é ativa e o suporte é eficiente. Fica aí a dica para todos os que quiserem um software de criação de fichas, mas ainda não sabem qual realmente valeria a pena.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Sinto muito, mas GURPS não é bom

Em defesa do New School

Conflitos não-combativos